12/06/16

SimpleIDE

O SimpleIDE é uma aplicação de desenvolvimento que permite programar dispositivos baseados no Propeller P8X32A. Embora esta aplicação não seja oficialmente recomendada pela Parallax, ao contrário do Propeller Tool, pode ser instalada em sistemas Windows, Linux (Debian) ou Mac OS X. Para além disso, o SimpleIDE providencia um ambiente gráfico bastante simples, com suporte para C e C++, não esquecendo o SPIN que é a linguagem de programação nativa do micro-controlador P8X32A.

Aplicação SimpleIDE com terminal de comunicação série aberto.

No entanto, apesar de todos estes pontos fortes, existe uma razão pela qual o SimpleIDE não é oficialmente recomendado: quando se compila um dado programa em C ou C++ o código objecto não sai tão optimizado como poderia. Ainda assim, o compilador que está por trás, o Propeller GCC, faz um excelente trabalho a gerar código optimizado e compacto. Em suma e a meu ver, o SimpleIDE é uma aplicação capaz e que pode ser usada em contexto profissional.

Links:
Parallax: http://www.parallax.com/
SimpleIDE: http://learn.parallax.com/tutorials/language/propeller-c/propeller-c-set-simpleide

04/06/16

Modificações à placa de desenvolvimento "Prop"

De modo a contextualizar, a Prop é uma placa de desenvolvimento baseada no micro-controlador Propeller P8X32A da Parallax. Para referência, o projecto propriamente dito foi apresentado no post de 26 de Março. Contudo, esta placa apresenta alguns problemas que agudizam a instabilidade do micro-controlador quando em regime de overclock (isto é, com a frequência de trabalho definida a 128MHz), especialmente porque é necessário ter uma alimentação consistente e não inferior a 3,8V nessas condições.

O que se sucede é que, em tal regime, o consumo de corrente do micro-controlador dobra. Para além disso, existe uma passagem de corrente significativa através de D1, um díodo Zener colocado justamente para proteger o circuito contra sobre-tensões. Este díodo consome cerca de 10mA quando a 3,3V, sendo que a corrente aumenta de forma quase exponencial com a tensão. Este consumo de corrente faz com que F1, um fusível PPTC do tipo 1210L010, apresente uma queda de tensão apreciável, na ordem das décimas de volt. Estes factores fazem com que a tensão que alimenta o micro-controlador se apresente instável.

Caso seja necessário fazer overclocking, sugiro então a remoção de D1 e a substituição do PPTC em F1 por um do tipo 1210L035. Note que, ao fazer tais modificações, está a retirar a protecção contra sobre-tensões e inversões de polaridade relativamente aos pinos de alimentação. Nesse caso, a alimentação nunca deverá exceder os 4,0V. Também é importante advertir que, mesmo com estas modificações, não se garante a estabilidade do micro-controlador quando em overclock.

Placa não modificada.

A placa após a modificação. Foi removido o díodo D1 e F1 é de um tipo diferente.

Será lançada em breve uma nova revisão que resolve os problemas que a placa actual apresenta. A nova versão da placa irá incorporar um PPTC do tipo 1210L035 e, em vez do díodo Zener em D1, terá um circuito crowbar com SCR complementado com um díodo Schottky em anti-paralelo. O projecto já está disponível no repositório de ficheiros.