03/10/12

Testes relativos ao projecto "Monoblocus Magnus"

No passado domingo pude finalmente proceder aos testes em placa de ensaio, uma vez que já tinha todos os componentes necessários à montagem do circuito. Numa primeira fase testei os integrados LM3876 com as saídas desacopladas, verificando a diferença de tensão entre uma saída e outra com um osciloscópio. Para alimentar o circuito, utilizei um transformador convencional de 15-0-15V~ (toma central) e de 75VA (o ideal nesta situação seria utilizar um transformador toroidal de 2x25V~ e 250VA). Utilizei um leitor de MP3 como fonte de sinal.

Integrados LM3876 montados em placa de ensaio. As saídas dos integrados ainda não estão acopladas.

Formas de onda relativas à diferença de tensão entre as saídas, para várias frequências do sinal de entrada.

Submeti a entrada deste amplificador experimental a uma série de sinais sinusoidais com frequências diferentes: 10Hz, 100Hz, 1KHz e 10KHz. Como é possível ver pela imagem anterior, a diferença de tensão entre as saídas teve sempre valores mínimos (raramente ultrapassando os 100mVpp com o sinal de saída na sua amplitude máxima). Neste aspecto, a escolha de resistores com 0,1% de tolerância para definir o ganho provou ser fulcral. Isto porque, num amplificador com topologia paralela como este, é essencial que a carga seja perfeitamente balanceada entre os dois integrados.

Numa segunda fase, fiz alguns testes para verificar como se comportaria o amplificador numa situação real. Com as saídas dos LM3876 acopladas, utilizei um altifalante Visaton FR 10 de 4 ohms como carga e novamente o leitor de MP3 como fonte de sinal. O som apresentou-se claro e sem qualquer distorção. O circuito de muting funcionou como esperado, embora tendo uma resposta um pouco lenta.

Integrados já com as saídas acopladas, efectivamente a trabalhar em paralelo.

Sem comentários:

Enviar um comentário